19 de Dezembro de 1961: passaram 50 anos. a morte saiu à rua num dia assim!

Nasceu em  Pinhel, próximo da Guarda. Ainda muito jovem aderiu à Frente Académica Antifascista, e mais tarde, já aluno da Escola de Belas Artes de Lisboa, ao MUD Juvenil, em 1946. Participante em várias lutas estudantis em 1947, aderiu de seguida ao Partido Comunista Português e, em 1949, foi detido pela PIDE depois de participar na campanha presidencial de Norton de Matos. Em 1952, expulso da Escola Superior de Belas Artes e impedido de ingressar em qualquer faculdade do país, é também demitido do lugar de professor do Ensino Técnico.

Foi assassinado a tiro, pela PIDE, em 19 de Dezembro de 1961, na Rua da Creche, que hoje tem o seu nome, junto ao Largo do Calvário, em Lisboa.

José Afonso, no álbum “EU VOU SER COMO A TOUPEIRA”, gravado nos estúdios Celada em Madrid, 1972,  coloca na faixa 1 “ A morte saiu à rua” !

Faz hoje 50 anos, mas como cantava Adriano Correia de Oliveira, não há ventos que não prestem nem marés que não convenham!

Porque a memória NUNCA se apaga…nunca!

Aquele abraço, ”pintor”, AMIGO MAIOR QUE O PENSAMENTO!

Com as etiquetas ,

One thought on “19 de Dezembro de 1961: passaram 50 anos. a morte saiu à rua num dia assim!

  1. Paulo Esperança diz:

    Atentem no “puto” que no lado esquerdo do ecrã toca flauta! Também já “fez as trouxas e zarpou”! Era o Serginho… o Sérgio Mestre!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s