ABRIL, DIAS DE MÚSICA E LIBERDADE

A Associação R. C. Músicos apresenta a programação “ABRIL, dias de música e liberdade”.

Com um cartaz que se desenvolve durante o mês de Abril e início de Maio, as propostas abarcam o cinema documental, sessões temáticas, debates, rádio, teatro, poesia e concertos. Uma programação diversificada, fruto da colaboração com diversos parceiros, construída com o objectivo de criar espaços  de convívio, alegria e reflexão sobre a música, a sua permanente relação com a liberdade e o papel que cada um de nós tem na defesa de ambas.

1Abril, Domingo, 17h30

CONSTITUIÇÃO DE ABRIL, INSTRUMENTO DE LIBERDADE!

Encontro/Convívio com apoiantes e associações integrantes da Plataforma ”Juventude com Futuro é com a constituição do Presente”

Após um ano de actividade, a plataforma constituída para comemorar os 35 anos da aprovação da Constituição da República Portuguesa faz um balanço das actividades desenvolvidas, da situação da juventude e do país e da necessidade de continuar o trabalho de dar a conhecer e valorizar a lei fundamental do país, garante do estado de direito democrático.

 

 

3 Abril, Terça-feira

MANIFESTA-TE: Poesia e música à espera da Revolução

21h30 – Concerto c/ SMENTE – Formada em 2010 e residente na ARCM, a Banda SMENTE tem vindo a desenvolver o seu trabalho num estilo Rock, com reportório de originais e cantado em português.

22h30 – Palco aberto para quem tiver alguma coisa a dizer: Aparece com os teus poemas e as tuas canções.                                                                   …A poesia é uma arma!

 

7Abril, Sábado, 21h30

ZECA E ADRIANO– DO FADO À INTERVENÇÃO(*), Sessão c/ Ruben de Carvalho:

Jornalista e apaixonado pela música, Ruben de Carvalho tem sobre esta vários trabalhos publicados. Podemos escutar semanalmente na Antena1 o seu programa de autor “Crónicas da Idade Mídia”. Tem assumido na Culturgest o comissariado do Ciclo ”Hotenanny”, dedicado aos Blues. Foi o comissário da LISBOA 94 – Capital Europeia da Cultura, responsável pela programação de música popular e pelas edições. É ainda o responsável pela programação musical da Festa do Avante!, desde a sua primeira edição.

A sessão que nos será apresentada, com recurso ao som e à imagem, debruça-se sobre dois nomes maiores do nosso património imaterial enquanto país, Zeca Afonso e Adriano Correia de Oliveira (no ano em que se cumprem 25 e 30 anos, respectivamente, do desaparecimento de ambos) e analisar o seu trabalho e o contributo de cada um no avanço da cultura e da liberdade.

 

10Abril, Terça-feira, 21h30

Música e reivindicação na Galiza após 1975(*) Sessão c/ Xaquín López:

Formado em Filologia Galega na Universidade de Santiago de Compostela, Xaquín López é gestor cultural e músico na banda Galega “The Homens”. Actualmente a frequentar mestrado na UAlg traz-nos uma mostra da especificidade da música Galega e o seu contexto cultural que leva a que as temáticas abordadas tenham, quase sempre, um conteúdo reivindicativo. Far-se-á um percorrido pela história da música galega desde o ano 1975 até à atualidade.

 

14 Abril, Sábado, 21h30

CANÇÕES DE UMA CLARA MADRUGADA: Concerto c/ Carlos Clara Gomes & Companhia DeMente

Carlos Clara Gomes (Compositor, Cantautor, Dramaturgo e Encenador; Director Artístico da Companhia DeMente), definindo-se esteticamente como “um camaleão” em termos estilísticos, é assíduo frequentador de formas musicais das culturas populares do mundo, enquanto incorpora nas suas composições contributos de áreas como o Jazz, ou a Música Erudita e manifestações de folclores urbanos, em muitas das suas respectivas vertentes e estilos.

O espectáculo “Canções de uma Clara Madrugada” assenta num repertório para a comemoração da Revolução em Portugal, África e na América Latina.

 

19Abril, Quinta-feira

21h – Emissão ao vivo do programa “Quinta da Música”  da RUAfm c/ Manuel Amorim

Programa de Rádio irreverente, onde a música de Intervenção e o canto de Protesto em Portugal, assumem no panorama radiofónico cada vez mais importância.

22h – Exibição documentário “Rotas de ilusão” de Clara Angeiras e Glyzia Nogueira, Brasil, 30’, integrado no Projecto Romper Silêncios  que tem por objectivo aprofundar o conhecimento do público em geral sobre o tráfico de seres humanos(*).

Debate c/participação de Sandra Benfica e Leonor Agulhas, responsáveis pelo projecto Romper Silêncios e membros do MDM – Movimento Democrático de Mulheres.

 

21Abril, Sábado, 21h30

Exibição do filme, “48”, de Susana de Sousa Dias, 2010, Portugal, 93’.

Documentário que revela os testemunhos de pessoas que foram interrogadas pela polícia política portuguesa (PIDE), sobrepostos por fotografias a preto e branco que foram tiradas na época pela própria PIDE. “Por outras palavras, eles mostram o custo de ter um rosto, o custo de ver uma cara como esta”

Debate c/participação de ex-presos políticos e membros da URAP – União de Resistentes Antifascistas Portugueses, que integraram a gravação do filme.

 

 

…e ainda em Maio

 

3 Maio, Quinta-feira, 21h30

Portugal-Itália, Paralelismos históricos e musicais (*) Sessão preparada pela Turma de Italiano de Línguas e Comunicação c/orientação da profªAngela Gallus – Leitora de italiano na UAlg

Os alunos do Curso de Italiano 2010/11 desenvolveram estudos comparativos entre o  cancioneiro popular Português e Italiano que serão apresentados com recurso a meios audiovisuais. Veremos “Grândola, vila morena” partilhar palco com “Bella Ciao” e outros exemplos da cultura de dois povos na mesma luta pela liberdade!

 

5 Maio, Sábado, 21h30

O ESQUELETO DO COZINHEIRO AKLI – Teatro Fórum de Moura  

O Esqueleto do Cozinheiro Akli é uma das histórias que compõem Os Generosos de Abdelkader Alloula, o principal dinamizador da revolução do Teatro Argelino após a independência. Akli, o cozinheiro da escola, decide doar o seu esqueleto para ser usado nas aulas de Ciências Naturais após a sua morte. Menuar, o porteiro da escola e melhor amigo de Akli, torna-se o fiel depositário do esqueleto. No decorrer da aula a professora chama Menuar: precisa do esqueleto de Akli para ensinar anatomia aos alunos. Mas a aula não será apenas sobre ossos, mas antes uma lição de generosidade humana.

É uma peça de teatro que utiliza a técnica de disposição do público em arena, facilitando assim a interacção e a proximidade entre público e actores.

.

ENTRADA: 1 CRAVO

Todas as actividades decorrerão na sede da Associação R. C. Músicos – Junto à CP, Faro

 

Org. Associação Recreativa e Cultural de Músicos

Colaboração: Plataforma 35anosCRP, Centro de Estudos Galegos,  FCHS-UAlg, Companhia DeMente, RUAfm, Projecto Romper Silêncios/MDM,  URAP, Teatro Fórum Moura, Mútua dos Pescadores, Projecto Amigos Maiores

 

(*) Inscrição prévia – sessão, nome e contacto – para info@arcmusicos.org.

Será entregue certificado de participação.

 

Com as etiquetas , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s