“MEMÓRIA DE ADRIANO”, DE ARY DOS SANTOS

Nas tuas mãos tomaste uma guitarra.

Copo de vinho de alegria sã

Sangria de suor e de cigarra

que à noite canta a festa da manhã.

 

Foste sempre o cantor que não se agarra

O que à Terra chamou amante e irmã

Mas também português que investe e marra

Voz de alaúde e rosto de maçã.

 

O teu coração de oiro veio do Douro

num barco de vindimas de cantigas

tão generoso como a liberdade.

 

Resta de ti a ilha de um Tesouro

A jóia com as pedras mais antigas.

Não é saudade, não! É amizade.”

 

– José Carlos Ary dos Santos

Com as etiquetas , ,

One thought on ““MEMÓRIA DE ADRIANO”, DE ARY DOS SANTOS

  1. Aurelino Costa diz:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s