o manifesto

I
Tempos de borrasca invadem-nos a alma!
Ainda assim, cada pedaço, cada fresta do nosso imaginário comum continua, teimosamente, a esvoaçar ao encontro dos desafios que geram o nosso descontentamento.
Por rotas seculares, em ladeiras escorregadias, palmilhando carreiros de esperança… por todas as formas de andar de cabeça erguida… a humanidade tem vindo a calcorrear, pedra a pedra, calçada a calçada, o devir de um novo mundo.
Foi com essa inquietação, com essa incessante busca do homem livre, que o Zeca e o Adriano se alistaram em combate…

II
Sabemo-lo e orgulhamo-nos disso: José Afonso e Adriano Correia de Oliveira foram exemplos de cidadania política, cultural e social. Tinham uma capacidade de intervenção indiscutível que, ainda hoje, pode e deve servir de estímulo para todos quantos não abdicam das causas da liberdade e da dignidade humana. Conscientes de que a intervenção activa e intencional deve ser parte indissociável da vida, Zeca e Adriano nunca deixaram de ser militantes a tempo inteiro nas causas em que acreditavam, sempre com espírito de solidariedade, de generosidade, da vida colectivamente partilhada. Fizeram das cantigas os hinos de que precisávamos para melhor falarmos dos nossos anseios e aspirações, para lutarmos por uma sociedade livre e verdadeiramente democrática.
A concretização dos nossos sonhos é diariamente ameaçada e sentimos bem real e concreta a necessidade de manter desfraldadas ao vento as bandeiras que ergueram. Queremos que a postura e a mensagem destes e de outros homens amigos maiores que o pensamento – sejam cada vez mais conhecidas e que continuem a servir-nos de inspiração nos caminhos da nossa luta colectiva. Com Zeca e Adriano reafirmamos: há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não!

III
Num tempo que nos exige respostas firmes, o projecto AMIGOS MAIORES QUE O PENSAMENTO pretende contribuir activamente para a divulgação da vida e obra destes homens, não numa perspectiva saudosista, porque percebemos a necessidade de redefinir e diversificar as formas de acção, mas como ponto de partida consensual: a cultura é uma arma e o legado cívico e cultural que nos deixaram estes amigos são exemplo e estímulo para a estrada que temos de percorrer.

Em 2012, faz, respectivamente, 25 e 30 anos que José Afonso e Adriano Correia de Oliveira decidiram pegar na trouxa e zarpar. Usemo-los como pretexto de celebração propulsor da convergência necessária entre todos os que vieram por bem e quiserem lutar por um mundo melhor, porque é tempo de ir para a rua gritar!
Cantos velhos, cantos novos; lutas velhas, lutas novas… Unidos pelos tons maiores dos nossos sonhos, pelo arco-íris da diversidade, estaremos juntos e não nos deixaremos esmorecer… mesmo quando os ventos não prestem ou as marés não convenham.
Em 2012, juntos seremos, como o foram e sempre serão o Zeca e o Adriano, AMIGOS MAIORES QUE O PENSAMENTO!

Amigos Maiores que o Pensamento

Novembro de 2011

download do manifesto

Se pretender juntar-se ao projecto Amigos Maiores que o Pensamento, contacte-nos ou preencha o formulário abaixo.

Anúncios