Tag Archives: francisco fanhais

TRIBUTO A ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , ,

CANTO D’AQUI LEVA ZECA E ADRIANO À CASA DA MÚSICA

O tributo do grupo e dos convidados aos maiores cantautores portugueses leva o público a viajar pelos percursos da vida musical de Adriano e de Zeca, dia 7 de Outubro, no Porto.

Para o espectáculo estão convidadas figuras incontornáveis do panorama musical português, que darão vida às músicas incontornáveis de José Afonso e Adriano Correia de Oliveira, entre os quais Sebastião Antunes Francisco Fanhais, e o público poderá vai ainda ouvir um coro com mais de uma centena de cantores, composto pelo Coro da  Associação de Pais do Conservatório Calouste Gulbenkian – Braga, pelo Coro Vox Populi – S. Pedro da Cova, e ainda pelo Grupo Coral – Canto Décimo – Ovar.

 É com um programa pensado para dar a conhecer os percursos musicais dos dois cantautores, onde cabem, claro, as melodias mais conhecidas, que o grupo Canto D’Aqui presta homenagem a Zeca e a Adriano na Casa da Música.

A abordagem do grupo de sopros às obras escolhidas é a verdadeira inovação do espectáculo que o Canto D’Aqui leva em Outubro à Casa da Música. Em primeiro lugar, porque vão interpretar temas emblemáticos” da carreira dos dois cantautores com uma “roupagem totalmente nova, conta-nos Filipe Cunha, que dirige o concerto. Depois, porque estes são músicos de bandas filarmónica, que vão incorporar este património e levar, mais tarde, para os seus próprios grupos “a riqueza dos temas do Zeca e do Adriano”, continua.

Aliás, é essa a filosofia do enorme conjunto de indivíduos e entidades subscritoras do manifesto dos Amigos Maiores que o Pensamento, que se juntam desde o inicio de 2012 para celebrar a vida e obra de duas das maiores figuras do panorama musical português. Porque, respectivamente,há 25 e 30 anos, Adriano e Zeca partiram, o ano tem sido dedicado a partilhar as canções e o património artístico dos cantautores, a partir do projecto Amigos Maiores que o Pensamento, num programa repleto de actividades culturais, concertos e tertúlias, em Portugal e lá fora.

A sessão será ainda marcada pelaapresentação da obra “Provas de Contacto”, um livro que reúne testemunhos de muitos dos que conheceram e viveram os acordes e as letras das músicas dos autores de “Grândola Vila Morena” e “O Canto e as Armas” e que assinala o espírito do movimento cívico dos Amigos Maiores que o Pensamento que, ao longo de um ano, uniu escolas e bandas musicais, associações recreativas e restaurantes tradicionais, espaços culturais e grupos de teatro, um pouco por todo o país. A obra é publicada pela cooperativa cultural CulturePrint e integra textos de Manuel Alegre, Alípio de Freitas, Francisco Duarte Mangas, João Pedro Mésseder, José Duarte, Regina Guimarães, Júlio Cardoso ou Manuel Freire, entre outros.

O concerto dos Amigos Maiores, que se realiza dia 7 de Outubro, pelas 18h00, na sala Suggiada Casa da Música, termina com mais de 120 músicos em palco e será, por isso, um momento único no Porto. As ultimas quatro músicas serão cantadas e tocadas “por muitos do que admiram e estudam a maravilhosa obra do Zeca e do Adriano”, termina Filipe Cunha.

SOBRE O CANTO D’AQUI

Fundado em 1984, o Grupo Canto D’Aqui tem desenvolvido um trabalho de relevo na pesquisa e divulgação da música tradicional e popular portuguesa, com o objectivo de manter viva a nossa cultura musical.

Actualmente é composto por dez elementos, que interpretam temas de todas as regiões de Portugal, executando instrumentos como, bandolins, cavaquinhos, violas braguesas, concertina, violão baixo, entre outros de cariz tradicional, que acompanham um conjunto de vozes de grande qualidade melódica.

http://www.cantodaqui.com/

Com as etiquetas , , , , ,

AMIGOS MAIORES EM BAIÃO

Organizado pela Associação Amigos S. Tomé de Covelas | Baião, Associação José Afonso – Núcleo do Norte e pela Câmara Municipal de Baião, vai realizar-se no próximo dia 5 de Outubro, 6ª feira às 21h 30m, o concerto, com entrada livre, “POR ESTA ESTRADA AMIGO VEM”.

As entidades de Baião estão disponíveis (pelo preço de 5€, ida e volta) para colocar um autocarro ( que no mínimo deverá ter 30 lugares ocupados) a sair do Porto (Estação do Metro da Trindade) às 18h com regresso no fim do concerto ao mesmo local. Inscrições até 1 de Outubro.

Com as etiquetas , , , , , , ,

CANTO D’AQUI LEVA ZECA E ADRIANO À CASA DA MÚSICA

O tributo do grupo e dos convidados aos maiores cantautores portugueses leva o público a viajar pelos percursos da vida musical de Adriano e de Zeca, dia 7 de Outubro, no Porto.

Para o espectáculo estão convidadas figuras incontornáveis do panorama musical português, que darão vida às músicas incontornáveis de José Afonso e Adriano Correia de Oliveira, entre os quais Sebastião Antunes e Francisco Fanhais, e o público poderá vai ainda ouvir um coro com mais de uma centena de cantores, composto pelo Coro da – Associação de Pais do Conservatório Calouste Gulbenkian – Braga, pelo Coro Vox Populi – S. Pedro da Cova, e ainda pelo Grupo Voral – Canto Décimo – Ovar.

 É com um programa pensado para dar a conhecer os percursos musicais dos dois cantautores, onde cabem, claro, as melodias mais conhecidas, que o grupo Canto D’Aqui presta homenagem a Zeca e a Adriano na Casa da Música.

A abordagem do grupo de sopros às obras escolhidas é a verdadeira inovação do espectáculo que o Canto D’Aqui leva em Outubro à Casa da Música. Em primeiro lugar, porque vão interpretar temas emblemáticos” da carreira dos dois cantautores com uma “roupagem totalmente nova, conta-nos Filipe Cunha, que dirige o concerto. Depois, porque estes são músicos de bandas filarmónica, que vão incorporar este património e levar, mais tarde, para os seus próprios grupos “a riqueza dos temas do Zeca e do Adriano”, continua.

Aliás, é essa a filosofia do enorme conjunto de indivíduos e entidades subscritoras do manifesto dos Amigos Maiores que o Pensamento, que se juntam desde o inicio de 2012 para celebrar a vida e obra de duas das maiores figuras do panorama musical português. Porque, respectivamente, há 25 e 30 anos, Adriano e Zeca partiram, o ano tem sido dedicado a partilhar as canções e o património artístico dos cantautores, a partir do projecto Amigos Maiores que o Pensamento, num programa repleto de actividades culturais, concertos e tertúlias, em Portugal e lá fora.

A sessão será ainda marcada pela apresentação da obra “Provas de Contacto”, um livro que reúne testemunhos de muitos dos que conheceram e viveram os acordes e as letras das músicas dos autores de “Grândola Vila Morena” e “O Canto e as Armas” e que assinala o espírito do movimento cívico dos Amigos Maiores que o Pensamento que, ao longo de um ano, uniu escolas e bandas musicais, associações recreativas e restaurantes tradicionais, espaços culturais e grupos de teatro, um pouco por todo o país. A obra é publicada pela cooperativa cultural CulturePrint e integra textos de Manuel Alegre, Alípio de Freitas, Francisco Duarte Mangas, João Pedro Mésseder, José Duarte, Regina Guimarães, Júlio Cardoso ou Manuel Freire, entre outros.

O concerto dos Amigos Maiores, que se realiza dia 7 de Outubro, pelas 18h00, na sala Suggia da Casa da Música, termina com mais de 120 músicos em palco e será, por isso, um momento único no Porto. As ultimas quatro músicas serão cantadas e tocadas “por muitos do que admiram e estudam a maravilhosa obra do Zeca e do Adriano”, termina Filipe Cunha.

 

SOBRE O CANTO D’AQUI

Fundado em 1984, o Grupo Canto D’Aqui tem desenvolvido um trabalho de relevo na pesquisa e divulgação da música tradicional e popular portuguesa, com o objectivo de manter viva a nossa cultura musical.

Actualmente é composto por dez elementos, que interpretam temas de todas as regiões de Portugal, executando instrumentos como, bandolins, cavaquinhos, violas braguesas, concertina, violão baixo, entre outros de cariz tradicional, que acompanham um conjunto de vozes de grande qualidade melódica.

http://www.cantodaqui.com/

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,