“SAUDAÇÃO E MEMÓRIA”, POEMAS PARA ADRIANO CORREIA DE OLIVEIRA POR RUI NAMORADO

SAUDAÇÃO E MEMÓRIA

 

De Rui Namorado

 

a boémia bebida gota a gota com raiva

a boémia sorvida alegria tão breve

era então que nos ríamos do que havia de ser

uma casa cercando o bolor destes anos

o emprego roendo gota a gota levando

o que resta no fundo dessa larga memória

era então que aventura

era estar devagar nessa curva do tempo

onde a areia mais leve se perdia entre os dedos

dia a dia fugindo ansiosa e suave

era então que nos ríamos devagar sem saber

desta náusea futura que ainda havia de ser

 

**********

Na secreta raiz de algum poema

tu nasceste por dentro das palavras.

Cantar era para ti uma viagem.

Sentias a revolta, nervo a nervo,

como um pássaro ferido.

Neste tempo rasteiro e abafado,

guardavas o veneno precioso.

Ias para longe de mais e o tempo passa:

os milhafres do nojo prosseguiam,

rasgando a carne pura do teu sonho.

Matavas o silêncio.

Mas na sombra do tempo houve uma pausa,

um outono mais rápido,

um inverno mais súbito.

E as pétalas da noite desabaram,

corroendo o teu nome de grinaldas perdidas.

Com as etiquetas ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s